INDEXAÇÃO DE PERIÓDICOS E A POLÍTICA DE AVALIAÇÃO CIENTÍFICA: UMA ANÁLISE DO CAMPO DE ADMINISTRAÇÃO, CONTABILIDADE E TURISMO NO BRASIL

Rodrigo Assunção Rosa, Marcello Romani-Dias

Abstract


Objetivo – A inserção de periódicos científicos em indexadores de relevância tem representado papel fundamental para a disseminação de publicações da comunidade acadêmica. Todavia, as implicações desta inserção não têm sido satisfatoriamente tratadas no campo brasileiro de Administração, Contabilidade e Turismo. A partir do levantamento da população de 304 revistas acadêmicas brasileiras, o objetivo de nosso estudo é o de investigar o cenário de indexação destes periódicos.

 

Metodologia – A partir da identificação dos principais indexadores mencionados pela literatura, realizamos o levantamento do conjunto de periódicos do campo de Administração, Contabilidade por meio de critérios de inclusão e exclusão na lista da plataforma Sucupira. Em seguida, com base em algumas categorias de análise, verificamos a presença do conjunto de 304 periódicos brasileiros nos diversos indexadores existentes.

 

Resultados – Os resultados revelam que grande parte dos periódicos atinge presença baixa ou muito baixa em diversos indexadores que são relevantes para a comunidade acadêmica. Os periódicos considerados de melhor qualidade para a Capes tendem a possuir uma média maior de indexadores quando comparados a periódicos de qualidade inferior, o que demonstra a relevância do conjunto de indexadores para a qualidade do periódico e disseminação do conhecimento.

 

Contribuições – A Capes tem a cada período de avaliação estreitado os critérios ao considerar a indexação como um dos requisitos centrais para a qualidade de periódicos. Portanto, nosso artigo traz contribuições fundamentais para o campo de Administração, Contabilidade e Turismo ao demonstrar as implicações do levantamento realizado para as políticas de avaliação e para a atuação dos periódicos de nosso campo. Reflexão esta oportuna e que se estende a outros cenários locais e heterogêneos de disseminação do conhecimento.


Keywords


Produção Científica; Publicação Científica; Periódicos Científicos; Indexadores Científicos; Política de Avaliação

References


Aguado-López, E., Adolfo Garduño-Oropeza, G., Rogel-Salazar, R., & Fernanda Zúñiga-Roca, M. (2012). The need and viability of a mediation index in Latin American scientific production and publication: The case of the Redalyc System of Scientific Information. Aslib Proceedings, 64(1), 8-31. https://doi.org/10.1108/00012531211196684

Alcadipani, R. (2011). Resistir ao produtivismo: uma ode à perturbação acadêmica. Cadernos EBAPE.BR, 9(4), 1174-1178. https://doi.org/10.1590/S1679-39512011000400015

Alcadipani, R. (2017). Periódicos brasileiros em inglês: A mímica do publish or perish "Global". Revista de Administração de Empresas, 57(4), 405-411. https://doi.org/10.1590/S0034-759020170410

Alonso-Gamboa, J. O., & Russell, J. M. (2012). Latin American scholarly journal databases: a look back to the way forward. Aslib Proceedings, 64(1), 32-45. https://doi.org/10.1108/00012531211196693

Alperin, J. P. (2015). Geographic variation in social media metrics: An analysis of Latin American journal articles. Aslib Journal of Information Management, 67(3), 289-304. https://doi.org/10.1108/AJIM-12-2014-0176

Amaro, B., Silva, D., & Carvalho, T. (2015). A contribuição do Latindex para a promoção e visibilidade das revistas técnico-científicas da Iberoamérica: A história dos seus 20 anos. Ciência da Informação, 44(2), 229-238. https://doi.org/10.18225/ci.inf..v44i2.1773

Araújo, R. M., Azevedo, A. K., Vieira, L., Araújo, M. A., & Nascimento, T. C. (2017). Gestão de periódicos: Um estudo na área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, 22(49), 42-58. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2017v22n49p42

Asher, A. D., Duke, L. M., & Wilson, S. (2013). Paths of discovery: Comparing the search effectiveness of EBSCO Discovery Service, Summon, Google Scholar, and conventional library resources. College & Research Libraries, 74(5), 464-488. https://doi.org/10.5860/crl-374

Bardin, L. (1977). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições, 70.

Bertero, C. O., Alcadipani, R., Cabral, S., Faria, A., & Rossoni, L. (2013a). Os desafios da produção de conhecimento em administração no Brasil. Cadernos EBAPE.BR, 11(1), 181-196.

Bertero, C. O., Vasconcelos, F. C. D., Binder, M. P., & Wood Jr, T. (2013b). Produção científica brasileira em administração na década de 2000. Revista de Administração de Empresas, 53(1), 12-20. https://doi.org/10.1590/S0034-75902013000100002

Blattmann, U., & Santos, R. N. M. (2014). Revistas científicas brasileiras e sua visibilidade no acesso aberto. Informação & Sociedade, 24(3), 99-106.

Borini, F. M., & Ferreira, J. (2015). Internacionalização de periódicos científicos brasileiros: Estudo de caso à luz da Teoria de Redes e da Teoria Institucional. Revista Ibero-Americana de Estratégia, 14(4), 24. https://doi.org/10.5585/ijsm.v14i4.2252

Bourdieu, P. (1988). Homo academicus. Stanford University Press.

Calvert, K. (2015). Maximizing academic library collections: measuring changes in use patterns owing to EBSCO Discovery Service. College & Research Libraries, 76(1), 81-99. https://doi.org/10.5860/crl.76.1.81

Capes (2016; 2018, 09 Setembro). Relatório do processo de classificação de periódicos Área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo Quadriênio 2013-2016. Recuperado de https://www.capes.gov.br/images/stories/download/avaliacaotrienal/Docs_de_area/qualis/administracao_ciencias_contabeis_e_turismo.pdf

Capes (2017; 2018, 09 de Setembro). Relatório de Avaliação (2013-2016) - Quadrienal 2017. Recuperado de http://www.capes.gov.br/images/documentos/Relatorios_quadrienal_2017/ Administração_v2.pdf.

Capes (2017b; 2018, 05 Setembro). Qualis-Periódicos. Recuperado de https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/index.jsf.

Cetto, A. M., & Alonso-Gamboa, J. O. (2014). Latindex y el acceso abierto. Revista Digital Universitaria, 15(10).

Chinelato, F. B., & Ziviani, F. (2016). Internacionalização dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Administração no Brasil. Revista ADM. MADE, 20(2), 1-22. https://doi.org/10.21714/2237-51392016v20n2p001022

Collazo-Reyes, F. (2014). Growth of the number of indexed journals of Latin America and the Caribbean: the effect on the impact of each country. Scientometrics, 98(1), 197-209. https://doi.org/10.1007/s11192-013-1036-2

Creswell, J. W. (2013). Research design: Qualitative, quantitative, and mixed methods approaches. Sage publications.

Delgado, J. E. (2014). Scientific Journals of Universities of Chile, Colombia, and Venezuela: Actors and Roles. education policy analysis archives, 22(34), n34. https://doi.org/10.14507/epaa.v22n34.2014

Diniz, E. H., Favaretto, J.E.R., de Oliveira, H.P.G. & Brólio, D.R. (2017). Formação, Disseminação e Colaboração: Internacionalização em Administração de Sistemas de Informação. Revista de Administração Contemporânea, 21(6), 811-831. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2017160319

Falagas, M. E., Pitsouni, E. I., Malietzis, G. A., & Pappas, G. (2008). Comparison of PubMed, Scopus, web of science, and Google scholar: strengths and weaknesses. The FASEB Journal, 22(2), 338-342. https://doi.org/10.1096/fj.07-9492LSF

Falaster, C., Ferreira, M. P., & Canela, R. (2016). Motivos de rejeição dos artigos nos periódicos de Administração. Organizações & Sociedade, 23(77), 285-306. https://doi.org/10.1590/1984-9230776

Farias, S. A. D. (2017). Internacionalização dos periódicos brasileiros. Revista de Administração de Empresas, 57(4), 401-404. https://doi.org/10.1590/s0034-759020170409

Ferreira, M. P. (2015). Periódicos e rankings de periódicos em administração. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, 9(2), 1-16. https://doi.org/10.12712/rpca.v9i2.502

Ferreira, M. P., & Falaster, C. (2016). Uma análise comparativa dos fatores de rejeição nos periódicos de diferentes estratos de Administração. Revista de Administração Contemporânea, 20(4), 412-433. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2016140144

Fischman, G. E., Alperín, J. P., & Willinsky, J. (2010). Visibility and quality in Spanish-language Latin American scholarly publishing. Information technologies & international development, 6(4).

Fischman, G. E., Alperin, J. P. (2015). Sobre luces y sombras: las revistas científicas hechas en Latinoamérica. In: Alperin, J. P.,

Fischman, G. (editores). Hecho en Latinoamérica: acceso abierto, revistas académicas e innovaciones regionales. CLACSO; Ciudad Autónoma de Buenos Aires. (pp. 13-17).

Harzing, A. W., & Alakangas, S. (2016). Google Scholar, Scopus and the Web of Science: a longitudinal and cross-disciplinary comparison. Scientometrics, 106(2), 787-804. https://doi.org/10.1007/s11192-015-1798-9

Imasato, T., Scherer Perlin, M., & Borenstein, D. (2017). Análise do Perfil dos Acadêmicos e de suas Publicações Científicas em Administração. Revista de Administração Contemporânea, 21(1). https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2017150329.

Kimura, H., Carneiro, J., Alperstedt, G. D., & Neto, A. C. (2014). O processo de internacionalização de periódicos nacionais. Revista de Administração Contemporânea, 18(6). https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2014140090

Leta, J. (2011). Indicadores de desempenho, ciência brasileira e a cobertura das bases informacionais. Revista USP, (89), 62-77. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i89p62-77

Martins, C. B., Maccari, E. A., Storopoli, J. E., Ribeiro de Almeida, M. I., & Riccio, E. L. (2012). A influência do sistema de avaliação nos programas de pós-graduação stricto sensu brasileiro. Revista Gestão Universitária Na América Latina, 5(3), 155-178. https://doi.org/10.5007/1983-4535.2012v5n3p155

Mello, C. M., Crubellate, J. M., & Rossoni, L. (2010). Dinâmica de relacionamento e prováveis respostas estratégicas de programas brasileiros de Pós-Graduação em Administração à avaliação da Capes: Proposições institucionais a partir da análise de redes de Co-autorias. Revista de Administração Contemporânea, 14(3), 434-457. https://doi.org/10.1590/S1415-65552010000300004

Miranda, A. C. C., Carvalho, A. V., & Ramos, A. S. M. (2016). Comunicação científica em administração. Revista Ciências Administrativas, 22(2), 573-604. https://doi.org/10.5020/2318-0722.22.2.573-604

Moed, H. F., Bar-Ilan, J., & Halevi, G. (2016). A new methodology for comparing Google Scholar and Scopus. Journal of Informetrics, 10(2), 533-551. https://doi.org/10.1016/j.joi.2016.04.017

Mongeon, P., & Paul-Hus, A. (2016). The journal coverage of Web of Science and Scopus: a comparative analysis. Scientometrics, 106(1), 213-228. https://doi.org/10.1007/s11192-015-1765-5

Mozzatto, A. R., & Grzybovski, D. (2011). Análise de conteúdo como técnica de análise de dados qualitativos no campo da administração: potencial e desafios. Revista de Administração Contemporânea, 15(4), 731-747. https://doi.org/10.1590/S1415-65552011000400010

Mugnaini, R., Digiampietri, L. A., & Mena-Chalco, J. P. (2014). Comunicação científica no Brasil (1998-2012): indexação, crescimento, fluxo e dispersão. Transinformação, 26(3), 2318-0889. https://doi.org/10.1590/0103-37862014000300002.

Nature (2012; 2018, 20 Novembro). Record number of journals banned for boosting impact factor with self-citations. Recuperado de http://blogs.nature.com/news/2012/06/record-number-of-journals-banned-for-boosting-impact-factor-with-self-citations.html.

Neto, S. C., Willinsky, J., & Alperin, J. P. (2016). Measuring, rating, supporting, and strengthening open access scholarly publishing in brazil. education policy analysis archives, 24(54). https://doi.org/10.14507/epaa.24.2391

Oliveira, C. C. V., Cendón, B. V., & Cirino, S. D. (2017). Aspectos estruturais considerados nos estudos de qualidade dos periódicos científicos. Pesquisa. Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia, 12(1) 94-106.

Patrus, R., Dantas, D. C., & Shigaki, H. B. (2015). O produtivismo acadêmico e seus impactos na pósgraduação stricto sensu: uma ameaça à solidariedade entre pares? Cadernos EBAPE. BR, 13(1). https://doi.org/10.1590/1679-39518866

Rosa, R. A., & Romani-Dias, M. (2019). A Presença e o Impacto de Periódicos Brasileiros da Área de Administração, Contabilidade e Turismo em Bases Científicas. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, 18(3), 327-348. http://dx.doi.org/10.21529/RECADM.2019014

Serra, F. A., Fiates, G. G., & Ferreira, M. P. (2008). Publicar é difícil ou faltam competências? O desafio de pesquisar e publicar em revistas científicas na visão de editores e revisores internacionais. Revista de Administração Mackenzie, 9(4), 32-55. https://doi.org/10.1590/S1678-69712008000400004

Saes, M. S. M., Mello, A., & Sandes-Guimarães, L. V. D. (2017). Revistas brasileiras em Administração: Relevância para quem?. Revista de Administração de Empresas, 57(5), 515-519. https://doi.org/10.1590/s0034-759020170509.

Sandes-Guimarães, L. V., & Diniz, E. H. (2014). Gestão de periódicos científicos: estudo de casos em revistas da área de Administração. Revista de Administração da Universidade de São Paulo, 49(3), 449-461. https://doi.org/10.5700/rausp1160

Shigaki, H. B., & Patrus, R. (2016). Avaliação de artigos científicos em Administração: Critérios e modelos de avaliadores experientes. Teoria e Prática em Administração, 6(2), 107-135. https://doi.org/10.21714/2238-104X2016v6i2-284

Shintaku, M., de Brito, R. F., & Neto, S. C. (2014). A avaliação dos portais de revistas brasileiros implementados com o SEER/OJS por meio do levantamento da indexação pelo Latindex e SciELO. Informação & Sociedade: Estudos, 24(2).

Simioni, L. C., Dallacorte, C., & Jacoski, A. C. (2016). Proposição de um índice-h para a produção científica da construção civil nacional. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, 21(46), 137-153. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2016v21n46p137

Silvestre, A. L. (2007). Análise de dados e estatística descritiva. Escolar Editora.

Trzesniak, P. (2016). Qualis in four quarters: history and suggestions for the Administration, Accounting and Tourism area. Revista Contabilidade & Finanças, 27(72), 279-290. https://doi.org/10.1590/1808-057x20160140

Vizeu, F., Macadar, M. A., & Graeml, A. R. (2016). Produtivismo acadêmico baseado em uma perspectiva habermasiana. Cadernos EBAPE.BR, 14(4), 984-1000. https://doi.org/10.1590/1679-395137603




DOI: http://dx.doi.org/10.26668/businessreview/2019.v4i2.168

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia

Intern. Journal of Profess. Bus. Review (e-ISSN: 2525-3654)

Faculty of Economics and Business, University A Coruña, Rúa de Maestranza 9, 15001 A Coruña, Spain


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.