A Mudança da Monocultura do Fumo no Agreste Alagoano: Seus Arranjos Produtivos Locais e os Impactos na Estrutura Social

José Senivaldo Liberato

Abstract


Durante décadas a cultura do tabaco proporcionou a geração de emprego e renda, sobretudo a formação de riqueza para poucas famílias detentoras dos meios de beneficiamento e produção, na região do agreste alagoano. A agricultura familiar utilizava de suas terras para o plantio de uma única cultura agrícola, sem a possibilidade de arbitrar sobre os valores de compra e venda, uma vez que sua colheita era, geralmente, com destino a um único comprador. Com a questão de saúde pública sobre a redução do consumo de tabaco, as quedas nas vendas internas e externas, fizeram com que o governo brasileiro desenvolvesse políticas públicas voltadas para o desenvolvimento social e econômico com ênfase na diversificação da agricultura familiar, surgindo assim os arranjos produtivos locais e uma nova estrutura social.

 


Keywords


Arranjo produtivo local; Desenvolvimento sustentável; Sociologia econômica; Estrutura social.

References


Alagoas em Dados. (2013). Sistema de Informações Municipais. Disponível em http://geo.seplande.al.gov.br/geoweb/wizard/php/frmConsultaDefVariaveis.php.

Giddens, Anthony. (2013). A Constituição da Sociedade. São Paulo. Martins Fontes. 3ª Ed. 2ª tiragem.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2016), População Alagoas, Arapiraca, Disponível em http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=270030

Julien, Pierre-André. (2010). Empreendedorismo regional e a economia do conhecimento. São Paulo. Saraiva.

Lira, S.; org. Alagoas: 2000-2013. (2014) São Paulo. Fundação Perseu Abramo.

Lustosa, M. C. J.; Rosário, F. J. P. (Orgs). (2011). Desenvolvimento Local em Regiões Periféricas: A política dos arranjos produtivos em Alagoas. Maceió. Edufal.

Portal da Transparência. (2016). Transferência de recursos por município e ação governamental. Disponível em http://www.portaldatransparencia.gov.br/PortalTransparenciaListaAcoes.asp?Exercicio=2015 &SelecaoUF=1&SiglaUF=AL&CodMun=2705&Pagina=3

Santa Rita, Luciana Peixoto. (Org). (2015). Indústria, tecnologia e aglomerações produtivas: uma perspectiva regional. Maceió. Edufal.

Sen, A. (2010). Desenvolvimento como Liberdade. São Paulo: Companhia das Letras.

Silva, J. R. Pauferro; LEITE, A.M. Araújo. (2009). Organização e desenvolvimento territorial da atividade agrícola em Alagoas. XIX Encontro Nacional de Geografia Agrária, São Paulo.

Steiner, Philipe. (2006). A sociologia econômica. São Paulo. Atlas.

Rosário, F.J.P. (Org). (2015). Desenvolvimento e mercados no nordeste brasileiro: estudos e ensaios. Maceió. Edufal.




DOI: http://dx.doi.org/10.26668/businessreview/2016.v1i2.17

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Refbacks

  • There are currently no refbacks.




Intern. Journal of Profess. Bus. Review (e-ISSN: 2525-3654)

Faculty of Economics and Business, University A Coruña, Rúa de Maestranza 9, 15001 A Coruña, Spain


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia