The contribution of the Senai Institutes of Innovation in the business innovation environment: a case study of the institutes of the State of São Paulo

Emanuel Galdino, Anapatrícia Morales Vilha

Abstract


This article studies the contribution of the Senai Institutes of Innovation in the Brazilian innovative scenario, highlighting the change of position of the Senai, from its origin as an institution for industrial learning until it becomes provider and diffuser of technological knowledge. The proposal is to try to align this recent expansion, which resulted in the development of the institutes, with the Scientific and Technological Policy of the period. In order to carry out the work, it was necessary to analyze a series of indicators of innovation impact in the Senai Institutes of Innovation of the State of São Paulo. The results show that these model are still in the embryonic stage within the Brazilian Innovation System, but it has great opportunities ahead and a decisive role in stimulating R&D in companies.


Keywords


Innovation; Scientific and Technological Policy; Senai Institutes of Innovation; Industry

Full Text:

PDF_ahead of print

References


ANDRADE, Robson Braga de. Fatores limitativos da competitividade industrial brasileira e como superá-los. In: VELLOSO, João Paulo dos Reis. Rumo ao Brasil desenvolvido (em duas, três décadas). Elsevier, 2013.

CAMPANARIO, Milton de Abreu.; SILVA, Marcello Muniz da. Fundamentos de uma nova política industrial. In: FLEURY, Maria Tereza Leme.; FLEURY, Afonso. Política Industrial 1. Publifolha, 2004.

CAVALCANTI, Luiz Ricardo. Desigualdades regionais em ciência, tecnologia e inovação (CT&I) no Brasil: Uma Análise de sua evolução recente. Ipea. 2011.

CNI. Inovação: A Construção do Futuro. Brasília, 2009.

___. Mobilização Empresarial pela Inovação: ações e resultados 2013. Brasília, 2013.

___. Perfil da indústria nos estados 2014. Ed. rev. Brasília, 2014B.

___. Relatório de Atividades — 2011. Brasília, 2012

___. Relatório de sustentabilidade 2013. Brasília, 2014.

___. Rumo à indústria 4.0. Revista Indústria Brasileira. Ano 2, nº 17, novembro de 2017.

CORDER, Solange. A política de financiamento à inovação no Brasil. Economia& Tecnologia, ano 4, vol. 14, jul/set 2008.

DIAS, Rafael de Brito. O que é a política científica e tecnológica? Sociologias, Porto Alegre, ano 13, no 28, p. 316-344, set./dez. 2011.

DIAS, Rafael de Brito. Sessenta anos de política científica e tecnológica no Brasil. Editora da Unicamp, 2012.

FREEMAN, Chris.; SOETE, Luc. A economia da inovação industrial. Editora da Unicamp, 2008.

MANUAL DE FRASCATI − Metodologia proposta para a definição de pesquisa e desenvolvimento experimental. Organização Para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), 2013.

MANUAL DE OSLO – Diretrizes para Coleta e Interpretação de Dados Sobre Inovação. Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico / Gabinete Estatístico das Comunidades Europeias, 2000. Disponível em: http://www.finep.gov.br/dcom/brasil_inovador/capa.h tml . Acesso em: 9 de maio de 2015.

MCTI. Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação 2012 – 2015: Balanço das Atividades Estruturantes 2011. Brasília, 2012.

MDIC. Brasil Maior: Inovar para competir. Competir para crescer. Plano 2011/2014. Brasília, 2011.

SANTOS, Lívia Maria dos. Relação universidade empresa no Brasil: o papel dos Institutos SENAI de Inovação como indutor da aproximação. Tese de doutorado. Universidade Federal do Paraná, 2016.

SBICCA, Adriana.; PELAEZ, Victor. Sistemas de Inovaçãol. IN: PELAEZ, Victor.; SZMRECSÁNYI, Tamás. Economia da Inovação Tecnológica. ED. Hucitec, SP, 2006.

SCHREIBER, Dusan. A análise da opção de internalizar ou externalizar a atividade de P&D à luz de teorias sobre organizações. Connexio. Ano 5, no 1, ago 2015/jan. 2016

SENAI. DN. Histórias e percursos: o Departamento Nacional do Senai (1942-2002). Brasília, 2002.

SENAI. Institutos Senai de Inovação. Brasília, 2016. Disponível em http://institutos.senai.br/media/filer_public/53/37/533746bd-5adf-444b-b771-3ace431ce6d5/livro_institucional.pdf. Acesso em 16 de novembro de 2017.

SENAI. Relatório de atividades, 2014. Disponível em: http://www.sp.senai.br/institucional/3638/0/relatorio-de-atividades. Acesso em: 21 de fevereiro de 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.26668/businessreview/2019.v4i1.108

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Refbacks

  • There are currently no refbacks.




Intern. Journal of Profess. Bus. Review (e-ISSN: 2525-3654)

Faculty of Economics and Business, University A Coruña, Rúa de Maestranza 9, 15001 A Coruña, Spain


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.