Glossário do Sistema Brasileiro de Franquias: Termos Técnicos e Científicos

Sidney Lincoln Vitorino, Arlan Roque, Bianca Zeitoun Oglouyan, Eliane Adesse, Fernando José Fernandes, Guilherme Noschese, José Gonçalves Neto, Adriana Camargo, Mário Schmitt, Raquel Castro, Simone Valente, Tuane Natalin

Abstract


Este material foi elaborado a partir da experiência acadêmica e técnica dos membros que compõem o GEF - Grupo de Excelência em Franquias, no Centro de Conhecimento do Conselho Regional de Administração de São Paulo, a pedido desta instituição, que trabalha em prol do administrador brasileiro e de suas atividades profissionais.

Com o objetivo de gerar e disseminar as terminologias utilizadas nos mais variados segmentos de franquias no Brasil, como alimentação, vestuário, entretenimento, perfumaria, construção, serviço e tantas outras, decidiu-se promover pioneiramente a reunião destes termos, ainda que sem o intuito de esgotar o vocabulário, mas com a forte missão de colaborar para tal iniciativa e, no mínimo, servir de referência para novas empreitadas.

Julga-se imprescindível a realização deste material, levando-se em conta o grande número de Administradores que ocupam cargos nos mais variados níveis ligados a este setor, além da notória ascensão das franquias brasileiras na presente década, mesmo diante dos entraves políticos e econômicos. Para tanto, usaram-se como base de pesquisa artigos científicos brasileiros e internacionais, bem como sites profissionais especializados no setor de franquias.

Keywords


Grupo de Excelência em Franquias (GEF); Franquias; Franchising; Internacionalização de Franquias; Franqueado e Franqueador

References


NBR-ISO, A. B. N. T. (2009). 31000–Gestão de Riscos–Princípios e Diretrizes. Rio de Janeiro.

Bataioli, A. (2017). Portal central do franqueado blog. Glossário. disponível em: https://centraldofranqueado.com.br/blog/2017/03/13/significado-franqueadora/. Acesso maio 2018.

Bernardo, D. A. (2008). Como tornar sua empresa uma franquia. Apostila Sebrae.

Burns, T. (2007). The legal implications of reputation risk management for franchisors. J. Int'l Com. L. & Tech., 2, 231.

Carvalho, M. D., & Rabechini Jr, R. (2011). Fundamentos em gestão de projetos. Construindo competências para gerenciar projetos, 3.

Castrogiovanni, G. J., Bennett, N., & Combs, J. G. (1995). Franchisor types: Reexamination and clarification.

Gonçalvez, B. (2018). Portal franchise inteligence. Disponível em: https://franchiseintelligence.com.br/glossario-termos-e-conceitos-do-varejo-e-franchising/. Acesso maio. 2018.

Lima, A. S., Luna, R. M., & De Sousa, A. R. (2012). Evolução do sistema de franquias no Brasil. Revista Brasileira de Marketing, 11(1), 94-112.

Marques, D. S. P. (2006). Internacionalização de franquias: um mapeamento sobre a presença de redes brasileiras no exterior (Doctoral Dissertation, Universidade de São Paulo).

Melo, P. L. D. R., Borini, F. M., Junior, O., de Miranda, M., & Parente, R. C. (2015). International analysis of the countries where Brazilian franchise chains operate. Revista de Administração (São Paulo), 50(1), 26-39.

Navarro García, A., Díez de Castro, E. C., & Rondan Cataluña, F. J. (2006). Franchisor types in Portuguese franchising. Portuguese Journal of Management Studies, 11(2), 97-114.

Pereira, P. A. D. S. (2018). Dinâmica do modelo de negócio do franchising: Evolução para o modelo de lojas próprias: Caso de Estudo Rituals (Master's thesis).

Queiroz, M. J., Queiroz, R. S. B. D., Yanaze, M. H., & Mazieri, M. R. (2018). Estrutura conceitual para avaliação da comunicação em franquias de bens de consumo. Revista Brasileira de Marketing, 17(2). Disponível em: http://www.revistabrasileiramarketing.org/ojs-2.2.4/index.php/remark/article/view/3927. Acesso em: 29 maio. 2018.

RF&N, R. F. & N. O novo franchising em 2016: Após um ano de desafios econômicos e adaptações nos modelos de negócios, como as franquias devem se posicionar daqui em diante? Revista Franquia & Negócios ABF, 2016. v. 11, n. 64, p. 132.

Ruschel, D. 2017. Portal central do franqueado blog. glossário. disponível em: https://centraldofranqueado.com.br/blog/2017/03/13/significado-franqueadora/. Acesso maio. 2018.

SEBRAMG. Portal de serviço de apoio às micro e pequenas empresas de minas gerais. Disponível em: https://www.sebraemg.com.br/atendimento/bibliotecadigital/glossario.aspx. Acesso maio. 2018.

Júnior, A. L. N., Siluk, J. C. M., Soliman, M., & Marques, K. F. S. (2014). Study to evaluate the performance development of Brazilian franchise segments. Independent Journal of Management & Production, 5(2), 381-397.

Varotto, L. F., & Neto, O. GC de.(2013). Theoretical perspectives in franchising: A network analysis. XXXVII-Encontro da ANPAD, 16.

Varotto, L., & Aureliano-Silva, L. (2017). Evolution in franchising: Trends and new perspectives. Internext, 12(3), 31-42. http://dx.doi.org/10.18568/1980-4865.12331-42

Vitorino, S. L. & Domingues, L. H. M. R. (2011). Pequenas empresas grandes desafios: passo a passo de um planejamento estratégico para mpe’s. São Paulo: LCTE.

Vitorino, S. L., & Russo, R. D. F. S. M. (2016). Seleção de um sistema de gestão hospitalar por um método multicritério. Iberoamerican Journal of Project Management, 7(2), 01-17.

Vitorino, S. L. (2016). Riscos para o sucesso da implantação de unidades de franquias. https://doi.org/10.6084/m9.figshare.7045019.v1




DOI: http://dx.doi.org/10.26668/businessreview/2018.v3i2.113

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Refbacks

  • There are currently no refbacks.




Intern. Journal of Profess. Bus. Review (e-ISSN: 2525-3654)

Faculty of Economics and Business, University A Coruña, Rúa de Maestranza 9, 15001 A Coruña, Spain


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.