INFLUENCE OF THE COMPETENCES ON SECRETARY ACTIVITIES IN ENGIE BRASIL ENERGIA

Taynara Roieski Dutra, katia Denise Moreira, Cibele Barsalini Martins, Juliana Cidrack Freire do Vale

Abstract


Contemporary organizations are increasingly valuing the individual competencies of their employees, since, associated with other resources, it contribute to achieving the goals defined by the company. In this perspective, this study aims to analyze how the secretarial competences influence the executive secretariat performance at ENGIE Brasil Energia. Methodologically, this is a basic and objective research, and the used approach was the qualitative. In terms of strategy, the option was the field survey and in the data collection process, the bibliographical, documentary and interviews was the techniques. As the results was observed that at the organization there is, still, a certain tendency for more operational secretariat work. However, in the analysis of the data, an information bias was verified, which needs to be considered, since, it reveals that some of the mentioned competences fit the contemporary profile of the secretary, which includes competencies for a more strategic performance. As conclusion, the secretarial competences directly influence the daily activities of ENGIE Brasil Energia's secretariats.


Keywords


Competências; Secretariado Executivo; Competências Secretariais

References


Abrão, A. Y. O conflito de gerações e as competências da secretária no século XXI. In: Andreazza, M. S. Competências: análise a partir do planejamento estratégico de um departamento de uma Universidade Federal. 2013. 22 f. Monografia (Especialização) - Curso de Especialização em Gestão Empresarial, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013. Recuperado de: em: 21 set. 2016.

Bardin, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

Bertan, S.T. A empregabilidade das Secretárias Executivas formadas pela UNISC - Turmas 2008 e 2009. 2010. 72 f. TCC (Graduação) - Curso de Curso de Secretariado Executivo, Universidade do Extremo Sul Catarinense, Criciúma, 2010. Recuperado de: em: 23 set. 2016.

Bond, M. T.; OliveirA, M. de. Manual do Profissional de Secretariado: O secretário como gestor. 2. ed. Curitiba: Ibpex, 2011.

Bortolotto, M. F. P.; Willers, E. M. Profissional de Secretariado Executivo: explanação das principais características que compõem o perfil. Revista Expectativa, Cascavel, v. 4, n. 4, p.1-12, abr. 2011. Recuperado de: em: 18 set. 2016.

Brasil. Ministério da Educação. Resolução nº 3, de 23 de junho de 2005. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Secretariado Executivo e dá outras providências. 2005. Disponível em: . Acesso em: 08 out. 2016.

Cervo, A. L; Bervian, P. A. Metodologia Científica. 3ª ed. São Paulo: McGraw-Hill,1983

Durand, T. Forms of incompetence. In: International Conference on Competence-Based Management, 4, 1998, Oslo. Proceedings. Oslo: Norwegian School of Management, 1998.

______, T. L’alchimie de la compétence. Revue Française de Gestion, n. 127, p. 84-102, jan./fév. 2000.

Dutra, J; Hipólito, J.; Silva, C. Gestão de pessoas por competências: o caso de uma empresa do setor de telecomunicações. In: Encontro Anual da Anpad. 1998. Foz do Iguaçu.

Energia, E. B. ENGIE. Recuperado de: em: 17 nov. 2016.

Fischer, A. L.; Dutra, J. S.; Nakata, L. E.; Ruas, R. Absorção do conceito de competência em gestão de pessoas: a percepção dos profissionais e as orientações adotadas pelas empresas. In: Dutra, J. S.; Fleury, M. T. L.; Ruas, R. L. (Orgs). Competências: conceitos, métodos e experiências. São Paulo: Atlas, 2008.

Fleury, M. T. L.; Fleury, A. Construindo o conceito de competência. Revista de administração contemporânea, v. 5, n. SPE, p. 183-196, 2001. Recuperado de:

< http://www.scielo.br/pdf/rac/v5nspe/v5nspea10.pdf> em: 19 out. 2016.

Gerhardt, T. E.; Silveira, D. T. (Org.). Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 2009. Recuperado de: em: 23 out. 2016.

Gil, A. C. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002. 176 p. Recuperado de: em: 17 out. 2016.

Godoy, A. S. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas, [s.l.], v. 35, n. 3, p.20-29, jun. 1995. Recuperado de: em: 06 nov. 2016.

Lasta, A.; Durante, D. G. A gestão secretarial no cenário organizacional contemporâneo. Secretariado Executivo em Revist@, Passo Fundo, p.1-17, Anual. Recuperado de: em: 18 setembro 2016.

Le Boterf, G. Desenvolvendo a competência dos profissionais. 3. ed. rev. e ampl. Porto Alegre: Artmed; Bookman, 2003.

Leal, F. G. Competências secretarias requeridas pela Universidade Federal de Santa Catarina. 2014. 209 p. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Administração, Florianópolis, 2014. Recuperado de: em: 18 nov. 2016.

______; Dalmau, M. B. L. Análise das competências secretariais requeridas pela Universidade Federal de Santa Catarina em comparação ao perfil profissiográfico do secretário executivo. GESEC, São Paulo, v. 05, n. 03, p.143-174, 1 dez. 2014. Recuperado de: em: 24 set. 2016.

______, F. G.; Fiates, G. G. S. Competências dos Secretários-Executivos de uma Universidade Pública Federal: Uma Análise a partir da Perspectiva dos Gestores. GESEC, São Paulo, v. 04, n. 03, p.30-57, 1 dez. 2013. Recuperado de: em: 28 set. 2016.

Levy-Leboyer, C. Gestión de la competencias. In: Souza, K. M. L. de et al. Competência: diferentes abordagens e interpretações como estímulo à Ciência da Informação. In: XV Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias, 2008, São Paulo. Anais. São Paulo: Cruesp, 2008. Recuperado de: em: 30 set. 2016.

Moreira, K. D. ; Olivo, L. C. C. de. O Profissional de Secretariado Executivo como Mediador de Conflitos. Revista de Gestão e Secretariado, [s.l.], v. 03, n. 01, p.30-53, 1 jun. 2012. Recuperado de: em: 04 out. 2016.

Pereira, K. A.; Silva, M. R. da. A atuação do secretário executivo no terceiro setor na cidade de Aracaju. Revista de Gestão e Secretariado, São Paulo, v. 5, n. 1, p.104-130, abr. 2014. Recuperado de: < https://www.revistagesec.org.br/secretariado/article/view/257> em: 28 ag. 2016.

Pires, A. et al. Gestão por competências em organizações do governo. Brasília: Enap. 2005.

Sabino, R. F.; Rocha, F. G. Secretariado: do escriba ao web writer. Rio de Janeiro: Brasport, 2004.

Schwartz, I. De la qualification a la competence. Societé Française, n. 37, out., nov., dez. 1990.

Wada, F. C. A Importância do profissional de secretariado executivo como intermediador na implementação do empowerment em uma organização. FAZU em Revista, n. 04, p. 149-155, 2007. Recuperado de: < http://www.fazu.br/ojs/index.php/fazuemrevista/article/view/84/78> em: 27 setembro 2016.

Zarifian, P. Objetivo competência: por uma nova lógica. São Paulo: Atlas, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.26668/businessreview/2018.v3i2.94

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Refbacks

  • There are currently no refbacks.




Intern. Journal of Profess. Bus. Review (e-ISSN: 2525-3654)

Faculty of Economics and Business, University A Coruña, Rúa de Maestranza 9, 15001 A Coruña, Spain


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.